janeiro 24, 2017

QATAR

De tudo o que se passou ao longo deste tempo sem publicações, e as quais irei fazer um "throwback" das mais importantes e das quais tenha registo fotográfico, começo pelo Qatar!
Esta viagem teve os seus contornos interessantes desde a partida de uma família/amigos para as Arábias no verão de 2013 até ao ano de 2016 em que resolvemos fazer uma surpresa à Patrícia nos seus 40 anos.
Foi assim tudo em cima do joelho, num impulso para que não houvesse razão de voltar atrás.
O facto de nunca ter viajado mais do que 4h30 de avião fazia aumentar os níveis de adrenalina e imaginar-me a panicar num avião por 8 horas! Medo!
Saímos de dois pontos da Europa, eu e a minha irmã de Portugal e a Raquel da Suiça com um ponto de chegada em comum, Doha, Qatar!
Não só a excitação da surpresa à Patrícia,visitar um País árabe, 8 horas no avião e toda uma aventura à minha espera, esta viagem foi especial pelo simples facto de a ter feito com a minha irmã gémea, Sara.
A maneira de baixar a adrenalina e o pânico das 8h fechadas num avião contornou-se pelo serviço top da emirates, "free drinks and snacks" e cá vai disto entre vinho e gins (verdade seja dita que o pico de nervosismo era tão alto que nem o álcool surtiu qualquer efeito).
A chegada ao Dubai e a espera de 2 horas ia aumentado a ansiedade de chegar a Doha.
Chegámos já de madrugada com um calor terrível e passado algumas horas chega finalmente a Raquel. 
Foram 4 dias e três noites inesquecíveis, mal dormíamos para aproveitar ao máximo para estarmos juntos!
Foi de facto mágico, não só pelo reencontro e a celebração de um aniversario marcante (afinal são 40 anos) mas a surpresa e o encanto que Doha me fez trazer no coração.
Qatar apesar de fazer fronteira com a Arábia Saudita é um Pais que apesar de conservador, vai tendo já alguma abertura no seu modo vida, influenciado pelo DubaiAbu Dhabi e pelas centenas de estrangeiros que lá trabalham/vivem.
Doha é uma cidade que está em constante ascensão e construção, não acompanhou a evolução do Dubai e actualmente é uma cidade com obras megalómanas desde o metro, estádios, centros comerciais, hotéis e entre outros.
Apesar dos seus prédios modernos e luxuosos, Doha, não perdeu no entanto o seu carácter tradicional, onde se pode ver mesquitas, casas, palácios e até mesmo o souk respeitando toda a sua originalidade.
Uma cidade extremamente segura, somos revistados em todos os hotéis e as duras penas aplicadas a quem rouba, faz com que a segurança seja um plus. 
Viajamos no final de maio e apanhámos temperaturas elevadíssimas, era impossível andar na rua e quando o fazíamos tanto nas esplanadas como nos jardins, estes, eram providos de ares condicionados gigantescos. 
Não se consome álcool fora dos hotéis, se pensa beber uma cerveja gelada numa esplanada esqueça.
Para quem deseja visitar o médio oriente sugiro que visite definitivamente Doha, Qatar.
Deixo-vos algumas sugestões para visitarem em Doha, Qatar.

Of everything that has happened during this time I was out of the blog, and which I will make a throwback of the most important things that happened in meanwhile, I start with Qatar!
This trip had its interesting contours since the departure of a family/friends to the Arabia in the summer of 2013 until the year 2016 when we decided to surprise Patricia in her 40 years.
It was decided very quickly, so there was no reason to turn back.
The fact that I had never traveled more than four hours by plane increased my adrenaline levels and imagined myself panicking in being on airplane for 8 hours! Fear!
We left from two points in Europe, me and my sister from Lisbon, Portugal and Rachel from Switzerland with a common point of arrival, Doha, Qatar!
Not only the excitement of the surprise to Patricia, it was also the excitement to visit an Arab country, 8 hours in the airplane and all an adventure waiting for me, this trip was special for the simple fact of having done it with my twin sister, Sara.
The way to lower the adrenaline and panic of the 8h closed in a plane was skirted by the emirates top service, "free drinks and snacks" and here we go from wine and gins (truth be told that the peak of nervousness was so high that the alcohol did't have any effect at all).
The arrival in Dubai and the 2-hour wait increased the anxiety of arriving in Doha.
We arrived at dawn with terrible heat and after a few hours finally Raquel arrived also.
It was unforgettable four days and three nights, we hardly slept to make the most of it to be together!
It was indeed magical, not only for the reunion and the celebration of a remarkable anniversary (after all, it is 40 years) but the surprise and the charm that Doha brought to my heart.
Qatar, despite its border with Saudi Arabia, is a country that, although conservative, is already having some openness in its way of life, influenced by Dubai, Abu Dhabiand the hundreds of foreigners who live there.
Doha is a city that is constantly rising and building, has not kept pace with the evolution of Dubai and is now a city with megalomaniac works from the metro, stadiums, shopping centers, hotels and others.
Despite its modern and luxurious buildings, Doha has not lost its traditional character, where you can see mosques, houses, palaces and even the souk, respecting all its originality.
An extremely safe city, we are searched in all hotels and the harsh penalties applied to those who steal, makes safety a plus.
We traveled at the end of May and got very high temperatures, it was impossible to walk in the street and when we did it on the esplanades and in the gardens, were provided with gigantic conditioned air.
We can not consume alcohol outside the hotels, if you are thinking of drinking a cold beer on a terrace, forget it.
For those who want to visit the Middle East I suggest definitely visiting Doha, Qatar.

I leave you some suggestions to visit in Doha, Qatar.



Restaurante de comida Italiana no W Hotel, Doha





















The peal, Doha, Qatar




























Katara, Doha



















Doha, Qatar 








Sem comentários: